sexta-feira, 16 de junho de 2017

This is us ou a revolta dos psicoterapeutas

Resultado de imagem para this is us

Não sou uma pessoa de séries: não saco nada da internet pirateado, não gosto de esperar o regresso de novos episódios semana após semana, muito menos de esperar novas temporadas, esqueço-me de gravar episódios quando não estou em casa, às vezes estou semanas sem ligar a televisão e não sou metódica nem como espectadora.
Mámen, ao contrário de mim, tem uma adição tão grande que, para não se deixar viciar, opta por nem sequer começar a ver. À excepção de mini-séries de carácter histórico (papa-as todas como apaixonado por História que é...) e da Guerra dos Tronos, que este ano promete estragar-me a festa de aniversário cá em casa, tal o entusiasmo que para aqui vai já a contar os dias que faltam para 17 de Julho. 
Bem, estou a dispersar porque do que eu quero mesmo escrever é desta série que tem o condão de me prender, aliás, de nos prender aos dois, à televisão desde que a nossa amiga Ana Margarida nos falou dela. 
"This is us" é uma série tão boa, mas tão boa, que o título consegue ser o pitch perfeito para se apresentar a si mesma.
É uma série onde as nossas vidas, as vidas de cada um de nós, com histórias diferentes e opostas, com contextos e trajectórias tão díspares conseguem encaixar em cada episódio: o meu casamento no casamento de Randall e Beth,  o nosso estilo de parentalidade cool  reflectido na parentalidade do Jack e da Rebecca, a minha história de resgate do amor na história de Kevin e Sophie, a  pressão com a necessidade de perfeição do corpo e a fome emocional de Kate, a morte e os lutos mal resolvidos a emergirem com a morte de William, o adeus à vida executiva após perceber que ninguém recebe medalhas por trabalhar de sol a sol como Randall and so on and on. 
"This is us" é- so far- a minha série preferida de todos os tempos. E a única que me consegue levar do riso às lágrimas em minutos, da discussão em voz alta à introspecção em segundos, da chamada para reagendar psicoterapia à edição de posts deste blog em milésimos de segundo. 
"This is us"? Sim. No que me toca, "this is so fucking me!"


1 comentário:

Tulipa Negra disse...

Estou ansiosa à espera da próxima temporada! Tornou-se uma das minhas séries favoritas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...