segunda-feira, 2 de julho de 2012

"Tens um mano na barriga?"- desenvolvimentos

A única Hello Kitty que entra neste blog (fotografia autorizada)

Hoje, a propósito de uma mesma consulta que ambas tínhamos agendada, fui tomar café com a mãe da Bia no hospital. A Bia é a menina com leucemia de que vos falei aqui
A mãe da Bia não me pediu nada nem eu queria pedir nada quando decidi contar a história da menina. Queria, tão só, partilhar convosco como por vezes nos centramos nos nossos problemas e no nosso umbiguismo e não nos damos ao trabalho de olhar para o lado e ver como há pessoas que nos dão lições de vida, sem se queixarem e sem auto-comiseração. Como podemos marcar a diferença se pensarmos macro e nos virmos como um todo, uma corrente de seres humanos interligados e que se podem ajudar com coisas simples. E queria, finalmente, explicar porque vou optar pelo Banco Público quando a minha filha nascer ao invés de pagar a um banco privado. 
No entanto, recebi uma chuva de comentários e e-mails que me surpreendeu. Eu sei que o meu blog é moderadamente lido mas, porra, eu devo ser a blogger com mais sorte no tipo de clientela que frequenta aqui o estaminé. Vocês são todos fabulosos e generosos e eu não sei o que fiz para vos merecer. Mesmo. 
Então, explicar à mãe da Bia que tinha amigas que a gostavam de ajudar foi complicado. É estranho explicar a alguém que "sabes, tenho um blog e as pessoas não me conhecem mas falei da tua história e querem ajudar-te!" soa meio weird. Mas a mãe da Bia não complicou e, comovida mas com a dignidade que lhe reconheci desde o primeiro dia, não nega a ajuda que lhe quiserem dar e que será, com toda a certeza, oportuna nesta altura. 
Portanto, tenho o NIB do pai da menina que aqui disponibilizo, com a devida autorização: 0010 0000 2623 6280 0018 3 para todas as pessoas que me pediram o mesmo, para poderem dar uma contribuição monetária. 
Tenho também a morada que posso disponibilizar a quem pretender enviar géneros. Mas, em todo o caso, talvez o melhor seja enviarem tudo para a minha morada que junto tudo num mega cabaz, fotografo, e entrego em mão à família. Que a partir de agora está, oficialmente, quadripolarizada!
Em breve mámen irá pintar a HK no quarto da menina, conforme foi seu pedido. 
A mãe teve alta e está a descansar em casa agora, à espera que o novo bebé ganhe mais peso e lhe possa ser agendada a cesariana. Vai-se chamar Guilherme. 
A Bia continua em tratamentos, uma semana por mês faz quimioterapia no IPO de Lisboa. Mas deviam conhecê-la e perceber a energia que ela tem. Uma lição de vida.
Ser dador de medula óssea é simples: basta dirigir-se a qualquer Centro de Histocompatibilidade do Sul, do Centro e do Norte e o processo é muito semelhante ao de uma simples doação de sangue. Mais informações aqui. Se eu conseguir que uma pessoa que seja ganhe coragem e se dirija a um destes sítios para se tornar dador, então, estes quase 3 anos de blog valeram a pena.
E agora percebo a história de "estar de esperanças". Acho é que não se aplica só ao estado da gravidez. Porque, aprendi convosco uma coisa: quando a causa é maior estamos todos de esperanças. 
Um bem-haja a todos. 
Pólo Norte <3 you all! 

53 comentários:

Ana Luísa disse...

Sinto-me orgulhosa de ter encontrado e fazer parte desta comunidade!!;)
Dinheiro por estes lados não sobra, mas talvez eu possa apostar num desenho ou numa qualquer coisinha que faça sorrir mais uma vez a Bia ;)

menina disse...

Fico muito contente por ajudares!
Devo confessar que é a 1ª vez que vou ajudar alguém com dinheiro,mas acho que vale mesmo a pena! Obrigado Ursa por seres como és! :)
E toda a sorte do mundo para a única Hello Kitty que vale a pena gostar! :)

Lia disse...

E que Hello Kitty tão bonita :)
Eu vou ajudar, COM CERTEZA.. Não pode ser muito, mas o pouco que seja, será uma ajuda que eles precisam.
Obrigado também a ti, Polo!

S* disse...

:') Muita força para a Bia, para a mãe da Bia, para o pequeno Guilherme.

Unknown disse...

Vou hoje ao IPO do Porto saber como é que posso ser dadora de medula! Força para a Bia!

Unknown disse...

Vou, ainda hoje, ao IPO do porto saber como posso ajudar! Força pra Bia!

Dina Garça disse...

:)

Cisca disse...

Acho que isto é das melhores coisas que o ser humano tem, esta capacidade de se comover, esta vontade de ajudar, esta generosidade maior. Faz-me acreditar nas pessoas, outra vez.

Cisca

a pastora disse...

Aí vamos nós!
História partilhada, força para a Bia e um Grande Grande Abraço para a Grande Grande Ursa *

Marisa Ferreira disse...

Apenas tenho 19 anos, não me comovo com estes assuntos, sou pelos animais e os humanos que se lixem, mas acho que esta história me mostrou que estou a ser egoísta e nem todos neste mundo merecem sofrer. Estou com a lágrima no canto do olho, meia comovida meia desiludida comigo própria.

Obrigada pela lição.

Flor disse...

Ursa, o que podemos mandar à Bia para além de dinheiro? Beijo
Alexandra

Flor disse...

Ursa, o que podemos mandar à Bia para além de dinheiro? Beijo
Alexandra

Palco do tempo disse...

já sou dadora de medula óssea, agora só me falta ajudar de outra maneira [contribuir com uns poucos de euros]. Porque existem causas a quem ninguém pode ficar indiferente, esta e uma delas!

Unknown disse...

Olá, gostava de ajudar a esclarecer o Unknown das 18.25h que não é ao IPO do Porto que se deve dirigir mas sim às traseiras do Hospital de São João, onde fica o Centro de Histocompatibilidade do Norte.Eu não posso ser dadora, pois sou portadora de uma doença rara, mas se pudesse já o seria com certeza. E se algum dia for mãe e a minha doença não me impedir de usar o banco público, também o usarei.Por aqui o dinheiro tb não abunda mas vou tentar efectuar uma transf. para a conta deles. Que o mámen se esmere no desenho :) beijinhos para tds e estamos a torcer pela Bia <3 (por ti e pela Ana tb)

Teresa

Flor Guerreira disse...

És uma grande senhora! Eu já sou dadora e acho que toda a gente devia ser. Desde que fiquei grávida que queria ser, mas só este ano tive coragem...Organizei na escola as minhas filhas uma recolha e os funcionários solidarizaram-se muito! Fiquei muito feliz!
Tenho orgulho e gostava muito de um dia poder salvar a vida de alguém! Não custa nada, mesmo nada quer a recolha inicial quer os procedimentos para o transplante! Força!

Pipoco Mais Salgado disse...

É para isto que serve o dinheiro, caríssima Polo.

Vamos a isto.

м♥ disse...

uma causa mesmo nobre. ainda bem que existem pessoas como tu, que divulgam estas histórias e ainda bem que existem pessoas sempre dispostas a ajudar quem precisa. Hoje estamos todos de esperanças pela Bia!

abanar-do-ser disse...

é lindo o teu gesto... parabéns pela pessoa que és! bora lá ajudar a Bia e a familia e "dar esperanças". bjs

Turista disse...

Querida Polo, a tia Turista não pode ser dadora! Mas pode doar de outra maneira.
Diz-nos o que necessita esta família, esta menina, no que respeita a bens e géneros, por favor.
Obrigada por teres um coração do tamanho desta blogoesfera.
Beijinhos.

Lipa disse...

Estamos todas de esperanças e estamos JUNTAS!!! Que orgulho! Um bem haja a ti também Pólo! :)

Bigodes de Nata disse...

Tu (co)moves este mundo!

:)

luisa disse...

Tomei nota. Do pouco se pode fazer muito. :)

Mammy disse...

Polo, posso fazer referência a este teu post no meu blogue?
Bjs

Boneka disse...

Já sou dadora de medula há uns anos! Foi a mais simples, contudo a melhor acção que já fiz! Não custa nada! É a mesma coisa que fazer uma análise ao sangue!
A minha vizinha da frente tem uma bébé que teve leucemia. Nunca falei com ela, mas noutro dia a menina - que entretanto cresceu e que deve estar curada - olhou-me para mim por entre as grades da varanda e sorriu!
Sem saber, a Sara - é esse o seu nome - fez-me feliz. Aquele olhar traquinas e inquieto encheu-me a alma!
As crianças são capazes de coisas que julgamos impossíveis, simplesmente porque elas não conhecem limites ao sonhos, e acreditam. Elas simplificam, o que nós complicamos!
Uma pergunta: a foto é da Bia??

Ventania disse...

É por isto (e muito mais) que este é o melhor blog de sempre. :) És grande, muito grande. ***

Luís Parttime disse...

Parabéns pela atitude. Parabéns!

Briseis disse...

Caramba, é verdadeiramente extraordinário quando sem querermos, sem pensarmos sequer, conseguimos uma coisa assim grandiosa! Podes e deves estar muito orgulhosa e, caso acredites, como eu, que quando lançamos algo de bom no mundo, isso há-de fazer um longo percurso, engrandecer-se e regressar a nós... Se acreditares nisso, tens todos os motivos para olhar avida de forma optimista, porque muitas coisas boas estão no teu caminho! =)

Inês disse...

Não posso ser dadora, mas vou arranjar forma de ajudar.
Se houvessem mais pessoas como tu, o mundo seria melhor!!

Pólo Norte disse...

Obrigada a todos! Do coração!

Partilhem este post nos V. blogs. Quantas mais pessoas souberem da história desta família maior será a ajuda e os possíveis dadores!

A foto é da Bias, sim! Não é linda?

Contactem-me por e-mail para eventuais dúvidas ou questões que queiram ver respondidas: quadripolaridades@hotmail.com

Dreams and Chocolate disse...

Vou partilhar a história! Beijinhos e muita força para a Bia e toda a família! Beijinhos *

Mammy disse...

Done!
Bjs

Mafalda disse...

Eu gostava de coração, de poder ajudar. Tanto eu como a minha irmã, que estava ao meu lado a ler este teu post. Fico sensibilizada com o saber que os teus leitores querem tanto ajudar. Ultrapassava-me saber que existem tantos corações de ouro, quanto o teus seguidores.
O meu avô faleceu antes de eu nascer, de leucemia. Sou desde pequena confrontada com este assunto, e toca-me mesmo saber que há quem ajude!
Sou dadora de sangue desde que posso, e a partir desta semana, serei de medula óssea também.
Resta-me desejar-te imeeeeensa sorte com a tua menina, beijinhos à famelga inteira, e à Bia e família inteira, imensa força.

Beijinhos :)

Merlia disse...

Desde que ficaste grávida que passei a gostar ainda mais de te ler. Sem perder o sentido de humor, consegues também tocar-me no coração.
E a história da Bia, da forma como a contaste, foi das coisas mais marcantes. Já partilhei no blogue e no facebook. E ajudarei.
Obrigada, Ursa! Às vezes precisamos de alguém que nos faça tirar os olhos do nosso umbigo.

Palmier Encoberto disse...

Olá Polo,
É necessário o nome do beneficiário (pelo menos no Millennium) para poder fazer a transferência... Julgo que não posso escrever Bia... Acho que tem mesmo de ser o nome do titular da conta.
Obrigada

carla disse...

Já estou na lista de dadores há alguns anos, pelos vistos não consegui ajudar a Bia dessa maneira. Sendo assim, ajudarei de outra forma.

Obrigada Pólo!

Olhó Mau Feitio disse...

Já consto no banco de dadores mas não custa nada passar a palavra, aqui fica:

http://olhomaufeitio.blogspot.pt/2012/07/vamos-ajudar-bia-tens-um-mano-na-tua.html

Existe alguma iniciativa de passa a palavra no facebook?

feito cá em casa disse...

Obrigada pela partilha! Histórias destas, fazem-nos olhar para a vida de forma diferente. Há uns anos, talvez 5, conheci completamente por acaso a Carmen. Uma menina guerreira, com uma família de ferro que não quebrou pelo terror de uma leucemia com um nome estranho. E foi à luta. Continua a lutar. Depois de dois transplantes de medula. E esse foi o meu click. LIguei a meio mundo. Mandei sms a todos os meus contactos. Na empresa onde trabalhava pedi para se organizarem sessões de recolha para que as pessoas se tornem dadoras de medula. E arrastei comigo todos os que consegui e numa chuvosa e fria tarde de Outono fomos juntos dar sangue. Que este movimento que aqui crias, cresça, que a Beatriz encontre um dador compatível e que a família se mantenha unida e maior com a chegada do Guilherme. POsso pedir-te a morada para enviar um presnte para a Beatriz? Se sim, envias p.f. para aprincesamaria@gmail.com?
Bjs

Katia disse...

li o teu outro texto sobre a Bia no blog da S* e não consegui ficar indiferente.
É uma história encantadora que espero que tenha um final feliz.
A uns meses que ando para ser dadora e o pouco tempo que tenho não me tem permitido.
Mas tenho msm que ir pk hj é ela amanhã podemos ser nós.
Bjs*

Sónia disse...

é impossível não ficar tocada com isto, é impossível não fazer nada.
Já partilhei no meu blog e no meu face.

Marisa Reis disse...

Por enquanto não posso ser dadora de medula óssea devido a ter tido uma gravidez molar em Outubro, mas já partilhei a história no meu blog.

O Sexo e a Idade disse...

Partilhado.
É necessário o nome do titular.
Será possível facultá-lo, por favor?

Pólo Norte disse...

O sexo e a idade,

O NIB 0010 0000 2623 6280 0018 3 (by the way, o nome do titular é Christian Zorzytzky, o pai da Bia é alemão. A mãe é portuguesa.).

Obrigada e beijinhos*

M disse...

+Vou partilhar no meu blog *
beijinhos

Mary disse...

Vou partilhar sem duvida Pólo.
Até porque aos 28 anos tenho uma amiga mais velha 2 anos que na altura da idade da Bia também fazia quimio mas no IPO do POrto exactamente pelo mesmo motivo, leucemia. (até já falei disso no meu blog) Há uma infância que nos une desde que nasci até aos dias de hoje e com ela passei esse periodo mais que tudo dificil de viver. Hoje uma mulher com 30 anos, com uma filha de 2 que me orgulha, aquando ao nascimento da filha (e porque estas doenças muitas vezes deixam rastos)foi-lhe diagnosticado um tumor maligno na cabeça que já lhe foi retirado com 1 mês intenso de radioterapia que acompanhei e que me fez pensar em como uma pessoa é tão mesquinha em se lamentar da vida quando não passam de simples pormenores ao lado de vidas como estas... eu chorava ela sorria, sempre!
Um bem haja e que a vida sorria para essa Bia de sorriso lindo :)
Obrigada Pólo pela partilha ;)

http://so_risoincognito.blogs.sapo.pt/

Tanita disse...

Um bem-haja a ti por teres um coração tão grande.
Tento sensibilizar todas as pessoas que conheço para serem dadoras. Bj**

El Gato disse...

Como tenho mais de 45 anos já não posso ser aceite como dador, mas já fiz uma transferência para o NIB.

Acho que o post original merecia o prémio de melhor post da blogosfera de 2012 :)

Saltos Altos Vermelhos disse...

Vou partilhar Pólo N. :) Não podia deixar de o fazer :)

Saltos Altos Vermelhos disse...

.

Beu, a Ruiva. disse...

Tu és LINDA e tens um coração ENORME.
Infelizmente não posso ser dador de medula ( com muita pena minha), mas posso doar de outra forma.
E também já divulguei na minha página.
Um grande bem haja para ti.
Beijo grande

su&pump disse...

Bom dia, podia enviar-me a morada da menina para eu enviar géneros e artigos para o bébé que são sempre caros?
Obrigada

Susana Nunes

Vera disse...

Esta história tem um unico nome, AMOR....!....e é com AMOR que queremas ajudar a Bia,o Guilherme e os pais destes anjinhos.
Fica aqui a promessa em como vamos ajudar monetáriamente esta familia.
Somos um casal com 4 filhos(idades entre os 19 e 2 anos)que ficou sensibilizado com esta história!...Nós temos o lema,em que numa familia por maior que seja,haverá sempre mais um pãozinho,para mais alguém que apareça!...e é com este lema que queremos ajudar esta familia!
Que Deus Nosso Senhor vos dê força e fé para trilharem este caminho tão acidentado com toda a coragem.
Um beijinho da Vera e Diogo Pessanha

Vera disse...

O PROMETIDO É DEVIDO!....esta familia já têm a ajuda monetária que lhe foi prometida por nós, no NIB acima referido....
Por agora é o que podemos dar,mas assim que nos for possivel,voltaremos a ajudar!
Um beijinho da Vera e Diogo Pessanha.

pamgvb disse...

ninguem consegue ficar indiferente... apesar dos euros nao serem muitos irei concerteza ajudar!! obrigado polo por esse coração!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...