segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

La La Porto



Adorei!

A ternura dos 40

Sabes que isto não vai para melhor quando deixas de ter sonhos coiso com o José Fidalgo e passa-los a ter com o Nuno Lopes.

...

...

...

Ah, mas são verdes!


Era uma vez uma amiga que, a propósito da casa nova, decidiu-se a jardinar.
Comprou terra no Aki, comprou uma espécie de vasinhos mignon e um varão para os pendurar no IKEA e comprou sementes no mercado.
Pensou começar com sementes de coentros e assim o fez. Envolveu a filha na tarefa de semear, de regar e sempre prometendo-lhe que a primeira apanha seria para um arrozinho de coentros, receita da tia Manelita muito do agrado de toda a família.
Dá-se que a coisa cresceu e não deu coentros, pelo que, graça à pressão da filha e à troça do marido gostaria- está minha amiga- de confirmar que não vai cozinhar arroz de daninhas.

Agradecida aos verdes-entendidos que lêem este blog.

Vestidos, pantones de pele, palmas à leão marinho, herpangina, lalafail. E a minha culpa no flop dos Óscares.

Image may contain: 1 person
Imagem da autoria do Hardcore Fofo
[Aquelas pessoas com pijamas pinguços, de carrapitos mal feitos, soquetes por cima das calças dos pijamas, besuntadas de mascaras de nivea nas trombas antes de dormir e a opinar sobre os modelitos da red carpet, muito críticas? Sei. #euzinha]
  • Um Mel Gibson com a cor de pele igual à do Donald Trumpas e uma Nicole Kidman que de ano para ano nos surpreende com um pantone de pele abaixo do do ano anterior (eu aposto as minhas fichas em como está anémica: vejam-lhe o branco dojolhos, por amor da Santa!) e que este ano nos mostrou a arte de bater palmas à laia de leão marinho para não estragar o gelinho;
Resultado de imagem para nicole kidman gif oscars
  • O sonho americano ainda existe. Só assim se explica que o Gary e a Vickie, dois matulões de Chicago tenham apertado a mão ao Denzel Washington e beijado a manita à Meryl Streep (que apesar de "sobrevaloriada" é, inequivocamente, a melhor actriz de todos os tempos, mesmo depois de entregar o corpo às balas a mamamiar);
  • Infelizmente, a gala foi morna como as 50 sombras, com discursos políticos muito softs (mesmo o do realizador iraniano não teve nenhum efeito passional nos telespectadores), um apresentador com piada mas demasiado politicamente correcto e sem posições carismáticas por parte dos intervenientes;
  • Cheguei a temer que aquilo só arrebitaria com a entrada de uma Wanda Stuart em palco ou com o elenco do La Féria (portugueses do it better, ó amaricanos!) mas... thank God we'll always have Lalafail!

De facto, é urgente "make America great again"


Portugal - 1997 (20 anos antes)



Miss Universo 2015




Os americanos (nem nos fails) já surpreendem, pá!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...